...

Gota de luz dourada, ponto ínfimo, esvoaçando junto ás estrelas na imensidão do Universo, de constelações em galaxias, de sonhos em emoções, de fantasias em imaginação ...


Goutte de lumière dorée, point infime, virevoltant avec les étoiles dans l'immensité de l'Univers,de contellations en galaxies, de rêves en émotions, de fantaisies vers l'imagination ...






quarta-feira, 10 de outubro de 2012

Inicio, auge et queda das civilizações


"Em cada planeta, a vida está em relação com os grandes ciclos de vida que correspondem ao percurso do sistema solar e da Mãe Terra, assim como da sua extraordinária viagem na vossa Galáxia."

Nesta época, a vossa civilização, a vossa Mãe Terra e o vosso sistema solar terminam um grande ciclo. Vocês conhecem este ciclo de 26.920 anos que encontram nas tradições e em muitos escritos que explicam os ciclos planetários e do sistema solar.

A cada ciclo de 26.920 anos há sempre um início de civilização com uma compreensão diferente (às vezes, o começo é um pouco difícil). Depois, existe o auge e a seguir a queda dessas civilizações.

Porquê três períodos em cada ciclo? Porquê um começo, a subida para o auge e de seguida o declínio?

Estes ciclos correspondem ao percurso que as almas devem fazer na sua encarnação. É claro que, no percurso de uma alma, existem mil e uma possibilidades, mil e um corpos que lhe permitem experimentar a vida neste mundo, noutros mundos e fora dos mundos da matéria.

Então porquê certas civilizações que chegaram ao auge foram, de certa forma, "obrigadas" a viver um declínio? Na verdade, não existe obrigação real, mas os seres humanos que encarnam neste mundo têm diferentes níveis de consciência (actualmente existem grandes diferenças entre os níveis de consciência dos seres humanos). Isso cria importantes desfasamentos e automaticamente a dualidade, mal-entendidos, guerras, e finalmente, o poder tomando sempre o controle da civilização, há uma queda inevitável. Esta queda não diz respeito, no entanto, a todos os seres que vivem numa civilização em declínio. Na verdade não há queda, há uma mudança permanente de consciência, de veículo de manifestação, de densidade e de nível de vibração, etc.

De momento, vocês vivem coisas absolutamente extraordinárias, muito mais extraordinárias que durante o período anterior (há 26.920 anos), porque no período em que vocês vivem, vocês vão realmente viver não apenas uma mudança de ciclo, mas também uma mudança vibratória excepcional. Vocês vão mudar de dimensão, enquanto nos ciclos anteriores em que a terra e o sistema solar viveram, não houve mudança de dimensão, houve simplesmente mudanças de ciclo que se repetem regularmente.

A diferença é que tudo vai subir mais um patamar muito importante, porque faz parte da programação do vosso mundo, da programação do vosso sistema solar, da programação do vosso sol e além mais.

As almas encarnam neste mundo desde há milhões de anos, mas cada período corresponde as experiências que essas almas vão ter de viver.

Actualmente, vocês estão muito diferentes dos seres que viveram na Hiperbórea, no continente Mu, na Atlântida, etc. Alguns daqueles que viveram durante esses períodos eram muito mais etéreos do que vocês, sobretudo aqueles que tinham o conhecimento, como os filhos da Lei de Um na Atlântida e também aqueles que estavam realmente na consciência superior, na consciência espiritual e que viveram noutros períodos e noutros continentes.

Esses seres tinham um corpo sem formas generosas, muito delgados e maiores, com uma densidade menor em relação à vossa. A cabeça era grande e alongada para trás. O cérebro era considerável, menos comprimido na caixa craniana que o vosso. Todas as glândulas do corpo funcionavam perfeitamente, o que não é o caso dos seres humanos de hoje.

O que o ser humano actual é, provem de uma degeneração pelo facto de os homens não estarem mais conectados com a sua própria divindade e sua alma.

Tudo está programado! Vocês não podem imaginar até que ponto tudo o que é vida está programado, quer seja na vossa Terra, noutros planetas ou mesmo o vosso sol !

Vocês têm a capacidade de evoluir ao vosso próprio ritmo, e aqueles que compreenderam, têm um livre arbítrio relativamente restrito. Nada é imposto a respeito da vossa própria evolução e do ritmo que vocês querem adoptar para conseguirem realmente sair da vossa densidade e das vossas experiências na terceira dimensão.

Voltando aos ciclos planetários. Na época actual, a vossa Terra e o vosso sistema solar encontram-se no mesmo lugar onde estavam há 26920 anos atrás, sitio onde vão entrar numas energias consideráveis que permitirão uma maior evolução para a consciência humana e toda a vida na Terra. A evolução será maior, o desenvolvimento da consciência dos seres humanos será mais importante.

Este ciclo, ao contrário do último, irá impulsionar-vos para uma dimensão mais elevada, para a quinta, e até mesmo para a sexta, para alguns de vocês.

Na sexta dimensão a vossa densidade será completamente diferente da actual, e até a da quinta dimensão. Vocês serão Seres que poderão parecer "inconsistentes", muito mais transparente.

Em fim de programa, muitas coisas são colocadas no lugar. Colocadas por quem? Por seres humanos? Não! Vocês têm a impressão que são os donos do jogo, que dominam o vosso planeta, que podem fazer tudo sobre ele e nele, mas no fundo o vosso poder é ínfimo.

Aqueles que programaram a vida neste mundo com todas as experiências que devem viver as almas, também programaram a "recuperação", a reestruturação de tudo o que foi sujo, danificado. A degradação existe nos vossos mares e sobre a terra, mas pode ser facilmente "reparada". "Isto terá lugar no final do programa estabelecido para a elevação das almas e das consciências neste mundo".

Pode reproduzir este texto e dar cópias sob as seguintes condições:
· Que não seja cortado
· Que não haja nenhuma alteração de conteúdo
· Que faça referência ao nosso site http://ducielalaterre.org
Que o nome de Monique Mathieu seja mencionado

Sem comentários:

Enviar um comentário