...

Gota de luz dourada, ponto ínfimo, esvoaçando junto ás estrelas na imensidão do Universo, de constelações em galaxias, de sonhos em emoções, de fantasias em imaginação ...


Goutte de lumière dorée, point infime, virevoltant avec les étoiles dans l'immensité de l'Univers,de contellations en galaxies, de rêves en émotions, de fantaisies vers l'imagination ...






sábado, 18 de setembro de 2010

VOZ QUE SE CALA

>
>
>
> VOZ QUE SE CALA
>
>
> Amo as pedras, os astros e o luar
> Que beija as ervas do atalho escuro,
> Amo as águas de anil e o doce olhar
> Dos animais, divinamente puro.
>
> Amo a hera, que entende a voz do muro
> E dos sapos, o brando tilintar
> De cristais que se afagam devagar,
> E da minha charneca o rosto duro.
>
> Amo todos os sonhos que se calam
> De corações que sentem e não falam,
> Tudo o que é Infinito e pequenino !
>
> Asa que nos protege a todos nós !
> Soluço imenso, eterno, que é a voz
> Do nosso grande e mísero Destino !......
>
> FLORBELA ESPANCA
>

Sem comentários:

Enviar um comentário