...

Gota de luz dourada, ponto ínfimo, esvoaçando junto ás estrelas na imensidão do Universo, de constelações em galaxias, de sonhos em emoções, de fantasias em imaginação ...


Goutte de lumière dorée, point infime, virevoltant avec les étoiles dans l'immensité de l'Univers,de contellations en galaxies, de rêves en émotions, de fantaisies vers l'imagination ...






sábado, 17 de julho de 2010

A Moura encantada - La Maure enchantée



A Moura encantada I - 40x50 - tecnica mista
la Maure enchantée I - 40x50 - technique mixte

A Moura encantada II - 40x50 - tecnica mista
La Maure enchantée II- 40x50 - technique miste

A moura encantada

Vives num castelo, numa torre escura
Mas nas manhãs claras da minha loucura
Abres as janelas pões-te a pentear
Teus cabelos lindos pra me enfeitiçar
Sou um pobre pajem sem eira nem beira
Caminheiro errante á minha maneira
Sou mais um mendigo, triste vagabundo
Durmo onde calha longe do teu mundo
Moura encantada, moça de encantar
Sabes que me encantas com o teu olhar
E que me fascina com o teu sorriso
Só não faço parte do teu paraíso
Sonhas encontrar um príncipe de encanto
E fugir com ele num cavalo branco
Ao descer à terra que desilusão
Moura encantada morres de paixão

Foge do castelo, dessa torre escura
Varre as manhas claras da minha loucura
Abre as janelas de par em par
quero a liberdade de poder te amar

Sou um pobre pajem sem eira nem beira
Caminheiro errante à minha maneira
Sou mais mendigo, triste vagabundo
Durmo onde calha longe do teu mundo...

Moura encantada, moça de encantar
sabes que me encantas com o teu olhar
E que me fascinas com o teu sorriso
Só não faço parte do teu paraíso
Sonhas encontrar um príncipe de encanto
E fugir com ele num cavalo branco
Ao descer à terra que desilusão
Moura encantada morres de paixão
por mim.


José Cid








1 comentário:

  1. Lindas e misteriosas as suas mouras encantadas.
    Quando se fala em mouras encantadas a nossa imaginação recua séculos no tempo e leva-nos até Alhambra,onde adinastia dos Nasrides construiu uma sociedade de cultura e beleza muçulmana única.
    Mohammed um califa que se rodeou de geógrafos,astrónomos,filósofos, pois procurava a explicação universal de cada mistério.
    Alhambra tinha também escolas científicas e bibliotecas, graças a estas não se perdeu para sempre todo o saber da antiguidade.
    Pena que esta sociedade tenha parado no tempo, e hoje se reveja apenas na futilidadedos sheiks do petróleo e em déspotas iluminados.
    Os véus que neste tempo serviam para diferenciar a senhora da empregada,a mulher casada da solteira, é hoje a mordaça que rouba a dignidade da mulher muçulmana.
    Feliciana

    ResponderEliminar